O povo não erra

Quando o povo escolheu Bolsonaro como “o mito” foi porque ele era o único no Congresso que não recebia propina, conforme declarado pelo doleiro Yousseff, distribuidor das propinas. O povo o elegeu sem dinheiro, sem televisão, sem partido, sem ajuda de nenhum político e promoveu o capitão Bolsonaro em Presidente da República, o chefe geral das Forças Armadas.

Pelas instituições ele é o chefe do Poder Executivo e como tal, ações executivas são executadas através dos seus ministros, cuja nomeação é de sua exclusiva responsabilidade. O Poder Executivo cumpre as leis, o Poder Legislativo faz as leis, e o Poder Judiciário processa quem não cumpre as leis. Os três poderes são independentes.

Bolsonaro, na sua campanha, prometeu não se candidatar à releição e combater a corrupção. Confirme isso ao povo,
porque seus filhos querem covertê-lo em um perjurador.

Bolsonaro jurou cumprir a Constituição, as leis e o bem estar do povo. Com a Constituição, cumprindo as leis e com a caneta na mão, ele tem todas as condições para acabar com a crise e devolver o país ao que foi construído pelo povo, com progresso, liberdade, emprego e condições de vida. O povo sabe que não tem experiência como executivo e, por isso, vai ajudá-lo como executar.

Bolsonaro nomeou os seus ministros e, neste primeiro ano de trabalho, constatou-se que todos da sua escolha estão
executando com eficiência. Porém, o Ministro das Relações Exteriores não está cumprindo a política de Estado estabelecida na primeira página da Constituição e fica dando vexame na política externa do Brasil. Caneta nele! Demita-o.

O Ministro da Educação não está cumprindo a política de Estado estabelecida no capítulo “Educação” da Constituição,
e não executou nada para a melhora da educação. Caneta nele! Demita-o.

Durante a campanha, Bolsonaro declarou que não entendia de Economia. O Paulo Guedes, economista de renome, apresentou-se para ajudar. Isso deu certa confiança na equipe da campanha. Ao assumir, o governo Bolsonaro nomeou o Guedes, deu-lhe carta branca, e ele exigiu do Bolsonaro que colocasse no Ministério da Economia também o Ministério do Planejamento e do mercado externo. Com isso ele alienou o Bolsonaro das ações executivas para tirar o país da crise.

O Guedes disse que deu aulas de economia ao Bolsonaro, dizendo que a economia era um transatlântico e afirmando que, em economia, não se dá cavalo de pau. Disse ao Bolsonaro, para explicar o desemprego no país, que a mão de obra brasileira custava o dobro da mão de obra dos operários americanos, quando, na realidade, a mão de obra
brasileira é quatro vezes mais barata que a dos operários americanos e canadenses.

Tudo mentira para confundir o Bolsonaro. Economia não é transatlântico e, para justificar o desemprego, inventou essa
mentira da mão de obra, e que a contratação está fraca por ser a mão de obra brasileira cara.

O mundo todo contrata pelo valor da pessoa no mercado, de acordo com a lei universal da oferta e da procura. O
salário mínimo nos Estados Unidos é US$ 2.250,00.

O Guedes continuou exatamente toda a política do Temer, jogando a Reforma da Previdência para ganhar tempo e passar o primeiro ano sem ninguém mencionar a crise na economia.

Montou um “Congressinho” no Planalto e manda as medidas provisórias inconstitucionais para gerar motivo para o
provocar o impeachment do Bolsonaro.

O Poder Executivo não legisla. Isto é atribuição exclusiva do Legislativo.

Bolsonaro, envie correspondência ao Legislativo para desconsiderar todas as propostas, informando que as medidas provisórias foram enviadas por erro da equipe do seu governo ao Legislativo.

O Min. Guedes não é Executivo, é um banqueiro. Sem planejamento, não executou nada ainda neste primeiro ano. Previdência não é problema do Executivo e, sim, um problema pessoal do trabalhador para constituir uma poupança que garanta os recursos para si, quando não puder mais trabalhar.

Caneta no Guedes! Demita-o e escolha novos ministros, de preferência, executivos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s