Fim do roubo do FGTS?

Nos jornais hoje: “mudanças no FGTS. Governo quer liberar bancos privados para operar com o Fundo”.

Verdade ou mais enganação?

Esse Fundo foi instituído pelo Dr. Roberto Campos em 1966 para resolver o problema criado pela Legislação Trabalhista, que garantia estabilidade aos operários quando atingissem 10 anos de serviço. Para não incorporar esse passivo trabalhista obrigatório, as empresas demitiam o funcionário antes de completar esse prazo. Porém, isso prejudicava o operário e a empresa. Os empregados com mais de 10 anos já tinham absorvido os métodos de fabricação utilizados pela fábrica, e contratar um novo funcionário resultaria no treinamento de pelo menos um ano para o aprendizado. O operário perdia o emprego, porém só tinha aquelas qualificações que usava e tinha de se conformar com redução de salário para se empregar. Por este motivo, o FGTS foi uma solução negociada entre as partes, não foi resultado da “ditadura do Executivo” e assim as empresas minimizaram este problema trabalhista sem qualquer reclamação de ambas as partes. O FGTS funcionou tão bem que a Constituição de 1988 incorporou várias diretivas da Lei que o instituiu.

Aprovada a Lei do FGTS, os recursos deveriam ser depositados na poupança da Caixa Econômica Federal – CEF, em contas nominais dos operários, e renderiam juros da caderneta de poupança, até serem devolvidos aos donos originais do dinheiro, os trabalhadores. O governo não contribuiu para o FGTS: o dinheiro é dos operários.

Porém, logo que aprovada a Lei, o Governo entrou em ação. Chamou a si a administração desses recursos pela CEF e cobra 4 bilhões por ano por essa administração. Como administrador, foi criada uma cúpula de curadores para esse Fundo, alijando os donos do dinheiro e colocando o Ministro das Cidades como Chefe.

Com isso os operários passaram a ser OBRIGADOS a financiar obras do Governo. Com o passar dos anos, passaram a transferir parte dos juros da CEF para os diretores que o governo nomeou para dirigir a CEF. Aquele apartamento do Geddel ficou cheio de dinheiro resultante da renda desses juros. Se quiserem confirmação vejam a evolução do regime jurídico do FGTS no site JUS.COM.BR. Esse site conclui:

“Os cotistas do FGTS continuam a oferecer ao governo um subsídio que é injusto”

Nenhum operário ofereceu nada ao governo. Sequestraram o FGTS e, como nossa Justiça não processa o Governo, eles se consideram donos desse dinheiro. Os jornais publicaram ordens do Guedes para liberar, e orientações sobre como liberar o dinheiro dos operários. Guedes, você perguntou a eles se concordavam?

Que país é esse, onde os operários têm de subsidiar o Governo com o resultado de seu trabalho? É uma pura ditadura sobre os operários, que não têm a quem recorrer. Esses covardes não fazem isso com o funcionalismo público, pois têm medo das represálias.

A solução para acabar com esse abuso do governo é transferir o saldo do FGTS para bancos privados brasileiros, com a obrigação de somente aplicar no Brasil. Solução de brasileiros para brasileiros.

Bolsonaro, dê ordens nesse sentido!

Não conte com a maioria dos membros de seu governo e do Congresso, pois está cheia de aparelhados do PT e por isso, nada mudará.

Bolsonaro: o jornal afirma que seu governo quer liberar o FGTS para os Bancos. Quer mesmo?

O dinheiro não é do Governo. Quem decide isso é o Grupo Curador.

A lei determinou a CEF como administradora, na época em que o Banco era uma instituição da confiança de todos os brasileiros. Há bastante tempo não é mais, e veja só o que fizeram. Ora, quem manda na CEF é o Ministério da Fazenda e você manda no Ministro da Fazenda.

Bolsonaro: transfira tudo para Bancos Privados. Poupe os trabalhadores de destruírem seus projetos de vida futura. Quase todos contavam utilizar o FGTS para adquirir sua casa e poder se aposentar com tranquilidade. Esse dinheiro foi utilizado para fins políticos de dar a “sua casa, sua vida” para os outros. A maioria do povo que trabalha ganha somente R$ 2500,00 (dois mil e quinhentos reais), o equivalente a U$ 600.00 por mês (apenas como comparativo, o salário mínimo de 2019 nos EUA é de US$ 1,160.00 para o trabalho de um mês em regime 40h, ou seja, quase o dobro). Solução de ditadura sendo bonzinho com o dinheiro dos outros.

Jogaram os trabalhadores para o alto, destruíram seus empregos e roubaram seus depósitos para aposentadorias e, na nova Reforma da Previdência, acabaram com ela e todos os recolhimentos agora virarão imposto.

Bolsonaro: quem faz leis é o Congresso. Avise a eles que a responsabilidade da Reforma da Previdência é exclusiva do Congresso e ao
Guedes e à sua equipe para parar de dar ordens ou pressionar o Congresso, pois o poder de fazer leis é do Legislativo. Caso contrário, continuarão a jogar a culpa em você por essa Reforma, preparada pela equipe econômica, e que ninguém sabe se vai funcionar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s