Ao Secretário Nacional de Transportes Terrestres Jamil Megid Junior

Prezado, Sr. Secretário,

Vi no Whatsapp sua comunicação ao povo da realização do leilão público para investimento privado por 30 anos, investindo em obras R$ 2,8 bilhões e
outorga de R$ 1,3 bilhões.

Essa ação vai permitir a conexão via férrea do Porto de Santos ao Porto de Itaqui. Importantíssima para o desenvolvimento nacional por tornar disponível o
transporte pesado interligando as produções do norte e do sul do país.

Investimentos em obras e outorga entram no custo do empreendimento que, para ser viável o seu retorno, vai ter de ser coletado da tarifa do frete. Para
o país, quanto mais baixa a tarifa do frete, menor o custo de vida, e isso impacta no aumento de vendas, em virtude do custo mais baixo do transporte, ajudando a dinâmica da economia e sua influência no bem estar do povo.

O Brasil não precisa desses recursos a serem arrecadados para o Governo. Seu ministério sempre perdeu um tempo enorme preparando projetos. O enfoque deve ser fazer negócios.

Alguém que está trabalhando nisso vai assumir o risco? Com a economia parada há 6 anos, e sem nenhum programa para dinamizá-la, a análise de risco vai elevar muito o custo de frete, porque nenhuma estimativa de utilização da ferrovia é confiável.

Para reduzir o custo, não exija obrigação de investimentos, e sim a presteza na execução, podendo até fazer parte da concorrência além do preço da tarifa. O povo precisa dessa pressa. Se agir assim, vai se surpreender com o empreendedorismo e competência do nosso povo.

As concessões são as únicas possibilidades de volta dos empregos, com a compra e transporte de materiais para as obras, e demanda de pessoal para a construção.

Um total de 225 mil empresas fecharam, 13 milhões perderam os empregos e leva tempo para reconstruir. Aliviar essa desgraça do povo é a prioridade zero
do seu ministério.

Seguem no anexo “Sugestões de Plano de Trabalho” enviado às cúpulas de Governo Bolsonaro durante o período da transição. Porém, foi inútil o esforço. Nossos governos só sabem cobrar impostos. Consideram as concessões um modo de cobrar mais imposto.

Competitividade da economia? Nem querem saber disso.

Uma resposta para “Ao Secretário Nacional de Transportes Terrestres Jamil Megid Junior

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s