A farsa dos economistas palpiteiros

O Estadão de 12 de Novembro de 2018 coloca em página inteira o destaque:
Mais de cem economistas se unem em projeto para o governo apontando os caminhos para retomar o crescimento contidos nas diretrizes de uma CARTA BRASIL ainda não divulgada, mas publicam as principais diretrizes aqui listadas:
1. Finanças públicas; 2. Tributação; 3. Comercio exterior; 4. Política monetária; 5. Infraestrutura; 6. Educação; 7. Bolsa Família; 8. Segurança pública.

Vejam, continuam dando palpites sobre tudo que está acontecendo na sociedade que até os frequentadores de botequim sabem, menos para os assuntos de suas especialidades, a crise da economia. Pelo visto a Carta ignora que a economia está na pior crise de sua história, em um momento no qual duzentas mil empresas fecharam as portas e a consequência é a arrecadação de impostos não dá mais para pagar as contas do governo, gerando-se um rombo no orçamento que exige contínua emissão de dinheiro, desvalorizando a moeda.

Mas porque fecharam as empresas, que até 2013 estavam muito bem, pagavam impostos que davam para pagar as contas do país?

O economista Meirelles, perguntado quando tomou posse, disse que era a recessão. Se não havia recessão, como apareceu?

Resposta do Meirelles enganando a jornalista: “o povo começou a comprar menos e instalou-se a recessão.”

Enganador, pois todos sabem e ele também que com a perda dos salários exauriu-se o poder de compra do povo e uma montanha de dinheiro que dinamizava a economia. Esse quadrilheiro do Lula ainda teve o descaramento de se candidatar para Presidente. E os economistas passaram como papagaios a repetir que se tratava de recessão. Por incompetência de tocar no assunto? Passaram-se 6 anos de crise sem nenhuma proposta para sequer atenuar a situação.

Essa incompetência foi confirmada nos programas de todos os presidenciáveis que nem mencionavam crise, só intenções vazias de propostas. Além disso 14 milhões de trabalhadores perderam seus empregos com carteira assinada e o IBGE informa que 25 milhões não têm onde trabalhar.

Será que os especialistas da carta sabem desses dados do IBGE ou apenas os ignoram, para não se comprometerem? Em 2014 os investimentos e o PIB foram para Zero. Algum economista analisou ou estudou ou pesquisou? Por quê? Nenhum? Foram comprados pela mídia do governo para ficarem dizendo e repetindo até hoje que o país
estava saindo da crise? Ficar repetindo durante 4 anos uma mentira para aliviar as responsabilidades do governo é inadmissível para um economista de nível superior. Para onde foi a ética profissional? Não existe entre economistas?

A economia está destroçada e precisando ser reconstruída. Isso só acontece com dedicação, seriedade, competência e muito trabalho. Somos quase 210 milhões e temos brasileiros que preenchem esses requisitos e são capazes até de se afastarem de seus afazeres para ajudar o país, que é de todos.

A crise da economia é um desafio. Para quem trabalha, planeja e se dedica, os desafios movem montanhas e com certeza vão encontrar soluções para todos os problemas. Errar faz parte do jogo, a burocracia não erra nem produz e enxerga as montanhas sempre no mesmo lugar. Alguns economistas afastaram-se de seus negócios particulares para ajudar a resolver os desafios. O Armínio Fraga que há três anos vem dando entrevistas de página inteira no Estadão com sugestões diretas que nunca
sequer comentaram, por que a crise era causada pela decisão política de destruição da economia.

Nessa eleição, o povo baniu esses políticos. O Paulo Guedes, o do posto Ipiranga, abandonou a direção do seu Banco para dedicar-se ao seu país. Hoje o Dr. Joaquim Levy deixou a diretoria financeira do Banco Mundial para juntar-se ao grupo. Ele foi nomeado Ministro da Dilma para dar alguma credibilidade ao governo mas, como ela não concordou em acabar com as desonerações, nem com a redução de cargos comissionados, ele pediu para sair.

O Presidente da FINEP Marcos Cintra, inovador do imposto único faz parte da equipe do Guedes. Este imposto é a única saída de reforma tributária capaz de retirar a economia do caos em que está para padrão da dos Estados Unidos, onde também usam o imposto único, o Imposto de Renda. Aqui até esse desaparece.

Em sessenta dias após ratificação da PEC da Reforma Tributária do Imposto Único, o custo Brasil cai de 37% para 18%, igual ao deles, e o custo de vida cai imediatamente pela metade. Estará restabelecida a segurança jurídica dos investimentos e estes irão chover no país. A Reforma Tributária do Imposto Único engloba tudo isso. Há 30 anos os políticos no Congresso se recusam sequer a debater o assunto. Não tem problema. O povo já demonstrou nessa eleição que o poder está em suas mãos.

O artigo 14 da Constituição dá plenos poderes ao povo para aprovar pela maioria, via plebiscito ou referendo, a PEC, do que quiser passando por cima do Congresso. Guedes, não adianta pressionar picaretas. Use as alternativas da Constituição. É mais seguro, definitivo, legal e democrático.

Esse é o caminho da Reforma Tributária do Imposto Único por que nenhum político quer abrir mão dos poderes do artigo 145 da Constituição de criar impostos e interferirem na economia como quiserem. Emitiram somente 5 milhões de interferências na economia em 30 anos. Mesmo com a economia destruída, continuam emitindo regras, leis e regulamentos.

O imposto único estará obrigando a todos contribuírem para pagar as despesas do país. Hoje a metade dos contribuintes está isenta, obrigando os que pagam a pagarem do dobro. Todos pagando, caem todos os custos para a metade. Usando a cobrança bancária tipo CPMF, não há corrupção, isenções, sonegação, inadimplência e todos os fiscais podem ser aposentados ou exonerados, por serem totalmente desnecessários. O custo de cobrança seria perto de zero.

Senhor Guedes, gente séria é séria em qualquer lugar que esteja trabalhando. Não há risco de erro. Os inúteis da Carta Brasil só faltaram querer lhe linchar por ter falado na CPTF do Imposto Único, sem nem saber do que estavam criticando. Deixe-os criticando, ignore a incompetência e continue trabalhando para resolver os problemas da economia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s