Campanhas dos Presidenciáveis: despreparo total…

São todos políticos.

Será que sabem que estão se candidatando ao cargo de Presidente do Executivo, e não ao Legislativo?

Será que sabem que que o Legislativo faz as leis e discute e aprova o orçamento convertendo-o em Lei Orçamentária? Que o Executivo cumpre essa Lei e executa o Orçamento? Que ao tomar posse JURA perante a Nação cumprir a Constituição, as leis e visar o bem estar do povo?

Como se explica, numa mesa redonda com auditório cheio, todos os cinco presidenciáveis presentes, declararem que iriam “alterar a Lei Trabalhista”, esta recentemente atualizada pelo Congresso, ratificada pelo Presidente do Executivo e considerada constitucional pelo STF. Alterar como?

O Executivo não faz nem altera Leis. E o juramento? Faltar ao juramento é crime de perjúrio. Não seria o caso do TSE cassar a candidatura desses candidatos por declararem antecipadamente que vão praticar crime? O Ciro chegou a declarar que ele iria erradicar a Lei Trabalhista. Mas não diz porque, nem para quê.

No Governo são todos regidos pelo estatuto dos funcionários públicos e não pela CLT. Ele não tem nada com isso. Os candidatos a Presidente não podem pregar o não cumprimento das Leis. É total falta de ética e exaltação à desordem no país que vemos hoje.

Aparentam tanto despreparo… Por que são todos irresponsáveis pelo que dizem? Todos dizem que vão resolver os principais problemas do povo que são administrados pelo Executivo, mas nenhum diz COMO, nem estabelecem metas nem prazos. Não sabem, e o jeito é enganar.

E picham o Bolsonaro por ser mais ético procurando não enganar e dizendo que certas questões serão decididas pelo Paulo Guedes, seu Ministro da Fazenda, esse um técnico sério e competente. Como se explica quase todos os presidenciáveis proporem fazer reforma política, reforma eleitoral, alterar a Lei trabalhista, a reforma tributária…

São Reis? São todos legisladores? Estão se candidatando ao Legislativo? É lá que esses assuntos são resolvidos e decididos, não no Executivo.

Só pode ser tentativa de dizer ao povo que pretendem fazer alguma coisa, mas não vão fazer nada, porque nada disso é assunto da alçada do Executivo.

Não fazer nada na prática significa o “Mais-do-Mesmo” do Temer, mantendo a crise e os 26 milhões sem possibilidade de emprego.

Programas de “mais do mesmo” que prevaleceu na eleição de 2014 significou “mais da mesma” crise por mais 4 anos.

Ninguém quer, nem aceita mais isso. Nem aguenta mais.

Nessas entrevistas com os candidatos, os entrevistadores e o povo ouvinte deveria perguntar:

  • Como acabar com a crise?
  • Como resolver o ajuste fiscal?
  • Como resolver a Previdência eliminando seu déficit?

Qualquer outra pergunta é para desviar a atenção para a crise angustiante por que passa o povo.

Sem esses assuntos resolvidos não existirá recursos e continuará o péssimo atendimento à saúde, precária educação, péssima infraestrutura e segurança, exatamente o que se tem hoje.

Esse é o resultado do voto em “mais do mesmo”. Todos os 10 milhões de funcionários públicos com aumentos de 30% sobre os salários do mercado e nenhum demitido. Em 1º
de janeiro o reajuste do salário mínimo foi de 1,81% passou de R$937 para R$954, um tapa na cara do povo desempregado. E é um tapa merecido, porque ninguém reage.

O povo está sendo jogado na miséria pelos homens do governo para que continuem como os marajás do país, e agora querem seu voto. E o povo vai dar.

Esta eleição é a oportunidade de tomar a decisão e deixar de ser espoliado, evitando votar nos políticos que estão no Congresso e no Governo responsáveis por esse abuso sobre o
povo que chamam de democracia.

Esse abuso acontecia na época dos escravos e agora na vida moderna estão aplicando aos trabalhadores.

Isso tem que mudar!

A hora é agora.

Quem sabe faz a hora não espera acontecer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s