Continuação das ações destrutivas do Governo

Seguem as ações desse governo para se apropriar do máximo de dinheiro do país para comprar os votos de um povo muito mais pobre e portanto mais barato:

– A crise dos ladrões do Governo é estar faltando de onde desviar dinheiro. Já está quase tudo depenado e agora a Polícia Federal está mais vigilante. Já haviam deixado a Caixa Econômica quase falida, mas como é ela que administra o FGTS, está sendo leiloada entre os Partidos Políticos para garantir um Congresso submisso e o governo avança sobre esse Fundo, para o qual não contribui mas que dele se julga o dono, nomeando chefe do Grupo Curador o Ministro das Cidades;
– Ao assumir, o governo Temer preparou um orçamento com 175 bilhões de déficit fiscal. Déficit gerado por meio milhão de cargos em comissão consumindo 100 bilhões por ano, além de manter 192 bilhões de isenções de impostos, chamadas “desonerações”, o mensalão empresarial. Esse rombo é o que garante votos e dinheiro para eleições. Temer decidiu que tinha de ser pago pelo povo com mais impostos. Quanta incompetência! Só aumentou a crise reduzindo a arrecadação e o déficit só aumenta. O FMI já informou que o Brasil caminha rápido para quebrar como a Grécia.
– O governo apropriou-se de R$ 200 bilhões de reais do Fundo Previdenciário pertencente aos trabalhadores para a Receita pagar contas. Não têm como devolver e agora querem a aprovação da absurda PEC da previdência, para não serem processados como ladrões.
– Previdência não é um problema fiscal: é uma necessidade pessoal quando o trabalhador perder o emprego aos 55/60 anos. A Constituição está certa: só tem previdência quem contribui para isso. Quem não contribui tem que se contentar com um salário mínimo previsto na Constituição para todos os brasileiros aposentados por idade.
– A propaganda do governo procura chantagear a sociedade para aprová-la para acertar as contas públicas. Isso é uma mentira deslavada: querem é legalizar o roubo do dinheiro dos trabalhadores, e estava faltando depenar esse Fundo.
– A diretora da S&P (Standard & Poor’s) declarou que a aprovação dessa PEC não resolve as contas públicas! Ora, nem podia resolver. O governo não precisa de ajuste fiscal: ele está autorizado pelo Congresso a emitir R$ 170 bilhões todo ano para cobrir o rombo. O que ele quer é dinheiro na mão para as eleições.
– O Brasil foi rebaixado mais uma vez e o Meirelles é o principal responsável. Circulou por todas as agências de risco para tentar segurar o rebaixamento, mas gente séria não se vende. Como explicar sua culpa? Como não pode se justificar ou reconhecer a culpa, joga a conta para os outros: culpa o Congresso por não ter aprovado a Reforma da Previdência, porém, os representantes do povo estão corretos em não aprovar uma PEC que acaba com a Previdência constitucional dos trabalhadores e ainda se apropria do dinheiro descontado de seus salários.
– O Presidente da Câmara Rodrigo Maia fica bancando o papel de boneco do Executivo, destruindo a separação de poderes das nossas instituições e transformando a Casa do Povo em balcão de negócios do Governo, traindo o povo que o elegeu. Ele só serve para levar a culpa pelo rebaixamento, e assim desmoraliza a Câmara de Deputados que preside. Porém, não foi a Câmara a responsável pelo rebaixamento, e sim o Governo.

– O Governo é tão descarado que já anunciou disponibilizar 30 bilhões do Tesouro para bancar novamente na mesa da Presidência da Câmara o balcão de negócios para tentar aprovar a Reforma da Previdência. A Câmara precisa destituir quem desmoraliza a casa de representação do povo e se apresenta como pelego do Executivo. Não foi para isso que Rodrigo Maia foi eleito deputado, nem Presidente da Câmara. Só poderia assumir uma atitude como essa se autorizado por maioria absoluta da casa. Caso contrário, em um país sério, o certo seria instituir uma comissão de ética para cassar seu mandato.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s