A lição dos estrangeiros

Com esse título de artigo publicado no Estadão, D. Zeina Latif, economista-chefe da XP investimentos, começa afirmando que “a visão dos investidores estrangeiros nos ajudam a entender quem somos”. Afirma que o investidor local comprou a agenda Temer e está decepcionado e preocupado com os rumos do país.

Essa colocações estão equivocadas. Quem comprou ou se vendeu à Agenda Temer foram os economistas e os que participam do botim da coisa pública. Os investidores brasileiros se retraíram do mercado industrial em 2013 e o investimento foi a zero.

Os destacados economistas só se deram conta disso no final de 2014 quando o PIB e o investimento zeraram e crise estava instalada, gerando 3 milhões de desempregados por ano. E já se passaram quatro anos e continuam apoiando a agenda Temer. Onde esses economistas aprenderam economia? Ninguém indaga sequer qual a causa da crise? Todos os cursos universitários exigem dos alunos que façam pesquisas. Todos os economistas confirmam os efeitos, registrados por todos os indicadores da economia, mas ninguém procura a causa?

Causa e Efeito são os focos de qualquer pesquisa séria. A crise começou em 2013 devido às 183 portarias emitidas pelo Ministro das Fazenda colocando a indústria nacional sem condições de competir com os produtos importados ou isentos de impostos. O Estadão de 21/06/17 chama a atenção: “A arrecadação é a menor para maio de 2010” e mostra o gráfico com os números dos resultados de maio de cada ano em bilhões. 2013-114,8 ; 2014-108 ; 2015-103.6 ; 2016- 98,6 ; 2017-97,7. Esses números confirmam que a crise iniciou em 2013 e que o país continua diminuindo há quatro anos.

Em 2014, 26% de todos os produtos no mercado eram importados. Desemprego aqui e emprego nos países exportadores: quem fez isso foi o Sr. Mantega, Ministro da Fazenda do Brasil que não estava sendo pago mensalmente para trabalhar contra o povo. Não bastaram três milhões de desempregados por ano? Já se passaram quatro anos e já temos 12 milhões de desempregados.

Esse governo é de brasileiros ou de irresponsáveis e ladrões? Não é complicado acabar com isso. Bastam três portarias do MF desfazendo o trabalho do Mantega: uma estabelecendo IPI único de 8% para todos os produtos. A segunda, fixando o dólar de importação em 20% também para todos os produtos. A terceira: cancelando todas as isenções de importação previstas na Lei de Importações.

A primeira restabelece o Código Tributário destruído pelo Mantega; a segunda gera mais isonomia do produto nacional com o importado; e a terceira acaba com a destruição das empresas nacionais, porque ninguém consegue competir pagando 40% de custo-Brasil contra imposto zero ou desonerado. Essas medidas estancam a crise e restabelecem as condições para o crescimento.

Em meados de 2014 o Presidente da FIESP, um dos maiores investidores desse país, pois também é o Presidente e maior acionista da Companhia Siderúrgica Nacional declarou em letras garrafais no Estadão: “SÓ MALUCO INVESTE NESSE PAIS”

O investimento já estava zerado. Nunca vi menção de alguém ter feito perguntas ao Benjamin Steinbruch.

Os estrangeiros não estão dando lição, eles aprenderam conosco. A sexta economia do mundo não chegou a esse nível com ignorantes. Expliquem, por favor, economistas: Por que os brasileiros enviaram 400 bilhões de dólares para investimento no exterior? Esses são números do BC de 2013. Perguntados pelos números de hoje, não responderam. O Levy e o Meirelles foram a Davos e a New York atrás de investimentos. Depois, foi o próprio Temer a NY e todos voltaram de mãos abanando. Os estrangeiros também não são malucos! O mundo evoluiu, a informação difundiu-se, o Governo só consegue enganar os brasileiros que, de boa-fé, acreditaram na maciça propaganda enganosa, afirmando que as reformas trabalhistas e previdenciárias fariam o país crescer. Existe um ditado milenar que diz: “não dá para enganar muita gente muito tempo”. Agora escancarou-se o descalabro de querer aprovar uma Reforma que precisará de uma Medida Provisória para voltar a ser discutida. Que Congresso é esse que não consegue sequer revisar uma Lei? Pressa para que? A lei tem 70 anos e não foi ela que gerou a crise. Não houve pressa na sua reforma durante 70 anos.

Por que não pode voltar à Câmara para maior debate? Aprovaram uma Lei para as terceirizações no trabalho. Essa lei deve ser incluída na CLT. A Lei do Seguro Desemprego é um descalabro para as empresas e para o Governo. Quantas leis trabalhistas terão de ser cumpridas?

É preciso mais liberdade nas relações trabalhistas, mas as regras têm de ser simples e claras sendo proibido interpretações sobre o escrito na CLT, pois terão de ser cumpridas por todas as empresas desse país inclusive pelas micro e pequenas empresas.

Os órgãos da administração deveriam ser proibidos de legislar ou interpretar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s