Oito meses embromando

Presidente Temer,

Já se vão oito (08) meses prolongando a crise que vai fazer quatro anos.

Ao assumir, você declarou que não era responsável pela crise na economia. Mas era, sim, corresponsável e omitiu essa parte da afirmação para fugir da responsabilidade quando o governo Dilma/Temer desestruturou a economia e implantou a crise.

Não adianta adotar a tática de desconversar dizendo – “eu não sabia”. Sabia sim! E, como Vice-Presidente, tinha a obrigação de saber, estava sendo pago para isso.

Como sócio do PT, ao ser cassado o mandato de Dona Dilma, adotou o programa padrão do PT – “mais do mesmo”. Só mudou de PT para PMDB. Incrementou a ditadura do Executivo no Planalto sobre todas as atividades nesse país. Como? Nomeando somente Legisladores para cargos Executivos. Tentou subordinar até a Justiça.

Com isso o Poder Legislativo do Congresso e o Poder Executivo se fundiram: Dois em Um!

As leis passaram a ser preparadas no núcleo duro da Presidência e enviadas para o Congresso para aprovar.

Um número de congressistas representantes do povo foram colocados como sócios para participar do butim da coisa pública. Nem no regime militar tivemos uma ditadura tão institucionalizada!

Fazem o que querem e estão se lixando para a opinião pública e para com o que acontece no país.

Você teve experiência administrativa, tem curso superior, é constitucionalista, tem toda a condição de conduzir o país como foi organizada a Federação. O povo, não aguentando mais a desgraça aplicada ao país pelo governo Dilma/Temer, cassou Dona Dilma. Havia a esperança dos brasileiros que sem a Dilma seria possível você acabar com a crise que assola o país. Ok. Aí você assumiu. Já se passaram 8 meses e nenhuma ação executiva sequer foi tomada no que se relaciona à crise. Não existe ser humano que tenha competência para administrar um país. Já está provado que não precisa, porque ninguém consegue administrar sozinho. Sozinho, nenhum Ditador jamais trouxe desenvolvimento ao bem-estar dos seus povos. Você, como ditador, só está aumentando a desgraça do nosso povo.

O país é como uma empresa muito grande e todas elas têm uma diretoria de, no máximo, dez pessoas que a administram.

Ao fundir os dois Poderes em um, você se transformou no Ditador das regras que devem prevalecer no país.

A função do Poder Executivo é executar o orçamento da nação, administrando a alocação de recursos. Se concentrar gente competente nessa execução, o país funciona bem, inclusive todos os serviços a cargo do governo.

Hoje todas as agências do governo funcionam muito mal. Existe competência no país para ocupar esses cargos? Claro que sim, isso tem de sobra. Haja vista a organização das Olimpíadas, a melhor até então, e transcorrida praticamente sem queixa, com a presença de um milhão e duzentos mil pessoas, entre atletas e visitantes.

O Aeroporto do Galeão teve avaliação internacional melhor que o de Londres na Olimpíada deles. Meio milhão de estrangeiros retornaram via aérea com um despacho em 30 minutos. A razão do sucesso ocorrido? A ausência de dirigentes de todos os governos. Ficou tudo por conta da organização realizada pela competência de nossa gente. Até o Aeroporto foi privatizado em tempo para afastar a desgraça da Infraero, que é do governo. Tem gente executiva que sabe administrar nesse país mas não existe político com essas características.

Ao tomar posse, você nomeou dois ótimos executivos: o Pedro Parente para a Petrobras e Dona Silvia para o BNDES, dois cargos paralelos exigindo competência para contornar os desacertos impostos pelo governo Dilma/Temer. Esses são os únicos setores que estão retornando ao funcionamento normal, apesar do enorme estrago que encontraram.

Todos os políticos nomeados estão a cada dia lhe comprometendo mais com o povo. E não adianta contratar a massiva propaganda martelando todos os dias que a crise passou. Passou na tevê, mas não passou no mundo real.

Propaganda mexe com a economia real? Ou você está só dissimulando para ir empurrando essa crise com a barriga até 2018?

O povo não aceitará esse desleixo até 2018.

A incompetência generalizada no seu Governo transformou esse país num faroeste generalizado, onde ninguém mais sabe o que fazer. As correções ou reformas que estão sendo impostas ditatorialmente só têm contribuído para tornar o país mais desorientado.

Enquanto isso a crise que foi detonada no governo Dilma/Temer em junho de 2013 segue durante quase quatro (04) anos angustiando o povo, acabando com as perspectivas de emprego dos jovens, deteriorando todas os serviços públicos, destruindo as indústrias, fechando as lojas do comércio, acabando com a geração de riqueza do povo, gerando o desespero de 12,5 milhões de desempregados, devolvendo para a pobreza 3 milhões de brasileiros e colocando todos os Estados brasileiros em terrível dificuldade financeira.

É esse o quadro dramático do país que tem o senhor de Presidente, o Chefe da Administração da coisa pública, e até agora o único responsável. Sua parceira já foi cassada. Um bom administrador erra pouco. Porém, o senhor tem errado demais. Sua função agora é ser o Presidente do Executivo. Esqueça de continuar sendo o político, pois isso só lhe conduzirá ao fracasso.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s