A PEC dos gastos: pura enganação

Manchete dos jornais ontem: “Queda intensa e generalizada da economia” – PIB cai 0,8% no 3° trimestre, afetando todos os setores. Analistas não descartam retração em 2017.

Manchete hoje: “Sem saída mágica da crise”.

O Estadão hoje mostra uma foto do Dr. Meirelles sério, pensativo e cabisbaixo e embaixo segue o texto:

“Na berlinda. Henrique Meirelles nega estar sendo fritado, defende a retomada e diz que o Brasil saiu da UTI”.

Bem, o que ele diz não é verdade e ele sabe disso. A norma do PT e desse governo é ficar enganando a sociedade enquanto roubam o que querem.

Ele está sendo fritado sim. Está acontecendo com ele exatamente o que ocorreu com o Dr. Levy. Simplesmente, ele não consegue convencer o governo a tomar medidas reais para resolver a crise porque elas obrigatoriamente enquadrariam o Governo, proibindo fazer essa orgia com as contas públicas, para conseguirem fazer o aparelhamento político necessário para as eleições. O Dr. Levy já havia dito que era preciso reestabelecer as regras do jogo da economia. Afinal, sem regras é pelada. Não conseguiu implantar nada. E, com a pelada que está sendo jogada, o resultado é a manchete de ontem. Tanto o Levy como o Meirelles, gente séria, apenas foram convocados para dar um ‘ar de credibilidade’ a um governo político desacreditado por 97% dos eleitores. Espalharam matéria paga por toda a imprensa que a equipe econômica era séria. O mesmo com o Levy. Sérios são só eles dois. O resto não vale nada. Sem saber, estão cavando a cova do governo Temer.

O governo de Dona Dilma estabeleceu regras para destruição da economia e a desgraça econômica resultante a destituiu. O governo Temer manteve todas as regras da destruição e o resultado está na manchete do jornal do dia 5 de dezembro, que traz os dados do IBGE. O Governo Temer nada fez para estancar essa crise. Já se passaram seis meses. A esperança do povo por alguma mudança desapareceu. Temer já está pronto para ser mandado para casa.

Meirelles e Levy, vocês foram usados para dar aspecto de seriedade à equipe econômica. O que poderia fazer uma pessoa cercada de um monte de safados e ladrões? Não deu certo, e não dará.

É melhor se desligar dessa corja para preservar sua imagem de homem público e deixar a Polícia Federal continuar cuidando deles. Jogam a culpa da crise para vocês por não terem conseguido resolver. O Governo que criou a crise não é responsável por nada.

Usam a mesma técnica do PT: jogam a responsabilidade para os outros. Como os outros não têm nada a ver com a crise, ela simplesmente permanece intocável e se ampliando.

Basta ler a segunda manchete dos jornais, copiada acima. É o que o Governo quer.

A PEC dos gastos é um exemplo do que o Meirelles conseguiu encaminhar: estabelece um parâmetro de referência? Sim. O parâmetro é o seguinte: fixa que no ano subsequente somente se poderá gastar o orçamento do ano anterior + a inflação do ano. É uma política na base do “mais do mesmo”, porém evita a orgia de gastos que está acontecendo.

A PEC correta seria – para se estabelecer o parâmetro das economias mundiais – somente se gastar o que é arrecadado. É uma regra simples, óbvia, utilizada por todas as famílias, e também por qualquer botequim, empresa, cidade ou país. Essa lei foi a sugerida pelo Dr. Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central na entrevista concedida ao Estadão em 2015. Tal solução levaria automaticamente a inflação para zero.

Mas essa regra não serve no Brasil. Como os políticos vão deixar de gastar e roubar o que querem? Como ficarão limitados à arrecadação? Certamente é por isso que o Dr. Armínio tem recusado sua nomeação para a Fazenda.

Na realidade, o que a PEC dos gastos representará para debelar a crise? Nada. Enquanto isso, o tempo vai passando e já terão o orçamento aprovado para 2017 com um déficit de 135 bilhões de reais, permitindo-se a emissão desse montante em dinheiro. Com isso, não precisam reduzir despesas, e mantêm todo o aparelhamento de Estado, sustentando os 350 mil nomeados nos cargos em comissão, consumindo 35% de toda a verba de pessoal do país. Como não são demitidos, o problema do desemprego e das demissões é somente do povo.

O Governo produziu e é responsável pela crise, mas está se lixando para o que ela faz com o povo há mais de dois anos. O Governo é pago para resolver, mas só legislam em causa própria e jogam tudo para o Congresso, para continuar enganando que estão fazendo alguma coisa.

Dentro dessa conjuntura estabelecida pelo Governo, o que acontece com o povo? Fica cada vez mais pobre, com a educação precária, os 15 milhões de analfabetos votantes, os 50 milhões de excluídos da sociedade e os 25 milhões de jovens sem perspectiva de emprego e desenvolvimento.

É perverso e desumano, mas os políticos estão se lixando porque sai mais barato comprar esses votos com os bolsos cheios de dinheiro do próprio povo.

Aviso: somos 200 milhões de brasileiros e não vamos permitir a permanência da corja que levou o país a essa situação.

Aguardem os acontecimentos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s