Governo Temer assumiu a destruição da economia

Todas as medidas utilizadas pelo PT para destruir a economia brasileira visando o cumprimento da cartilha do partido comunista para transformar esse país em bolivariano foram atendidas antes do final de 2014.

A cartilha determina: PIB zero, investimento zero, economia enfraquecida. Sucesso total da administração do Guido Mantega no Ministério da Fazenda. Isso implantou a desgraça dessa crise e o desemprego em massa. Ele merecia ser punido.

Com o despacho de dona Dilma para casa, o povo realmente esperava que o Governo Temer mudasse o rumo do país. Agora já está evidente que ele sempre esteve conivente com a destruição instituída pelo PT e continua, assim como a Presidenta, enganando o povo com planos e projetos sempre jogados para o Legislativo para acobertar a sua responsabilidade pelas providências executivas de sua alçada até agora inexistentes durante cinco meses na função.

A economia já enfrenta dois anos de crise sempre crescente. Já deu tempo para que estudassem como debelá-la, mas até agora nenhuma medida foi tomada para combatê-la. Foi o governo que plantou a crise e tem todos os elementos para corrigir, mas prefere se concentrar na política e garantir as eleições de 2018. São pagos pelo povo para administrar o país, mas se concentram nos interesses deles próprios.

O Governo Temer manteve inalteradas as medidas aplicadas pelo governo PT para destruir o país e ele continua a ser destruído, agora não mais pelo PT, mas pelos políticos capitaneados pelo seu chefe, o político Temer. Não dá para enganar mais ninguém como fez Dona Dilma em todo seu curso de governo.

Lula já dizia que o povo não é burro e esse povo vê sua vida degradar continuamente: o desemprego aumentando, as lojas fechando, cada vez menos dinheiro disponível para viver, seguro-saúde em crise, serviços públicos jogados para o alto, dificuldades para sustentar a família, colégios fechando, e a alternativa é a de virar camelô.

O povo identificou a responsabilidade desse descalabro: 97% são contra os políticos. Até onde o Presidente Temer quer levar mais sacrifícios a esse povo? Até quando pretende manter essas normas para a destruição desse país? Manter essas diretivas negativas para quê? É por não ter tempo suficiente e por tentar continuar desviando o dinheiro que resta nesse país saqueado visando as próximas eleições?

O Ministro Meirelles com três portarias pode estancar a crise. Já foi até informado como fazer. Estanca a destruição, mas o investimento continua zero. Como diz o Dr. Armínio Fraga, se estancar a sangria, já se conseguiu uma grande coisa. Porém, não faz porque não sabe como funcionam as regras do jogo da economia, e nem teve a curiosidade de analisar as 183 portarias emitidas pelo seu Ministério pelo ex-Ministro Mantega para destruir a indústria desse país. Afirma, para gerar expectativa enganosa, que quando o governo conseguir pagar as contas, o país volta a crescer. Mais enganação, pois é difícil admitir que seja tão incompetente.

Como pagar as contas se a arrecadação cai todos os meses e a despesa só faz aumentar?

O orçamento que autoriza as despesas é uma peça de ficção prevendo receitas que não existem. Foi organizado pela equipe do Meirelles e quando aprovado pelo Congresso comprado com cargos, ele anunciou que o rombo era de 170 bilhões. Com o orçamento transformado em Lei Orçamentária ele está autorizado a emitir o dinheiro necessário para pagar tudo, jogando o rombo para a dívida pública. Esse rombo compromete as finanças futuras do país, tornando o povo mais pobre por ficar devendo mais. É essa a competência da equipe econômica nomeada e decantada pelo governo Temer? Só enviou a PEC dos gastos quando viu que o país estava sendo conduzindo para a bancarrota.

Os orçamentos inchados são necessários para ter dinheiro sobrando para bancar as eleições de 2018. Isso explica os orçamentos de 2016 e 2017 com rombos de 170 e 135 bilhões. Esses rombos representam a autorização para emitir dinheiro vivo para pagar as previsões orçamentárias e gerar disponibilidades para as eleições. Para os políticos, até 2018 é preciso manter tudo no mesmo. E vai sendo mantida a desgraça crescente do povo.

O Poder Executivo tem todo o poder de reduzir drasticamente as despesas em vez de se apropriar das aposentadorias dos trabalhadores como vem fazendo via desonerações. Tem na sua folha de pagamentos 346 mil nomeados para cargos de confiança que representam 35% da folha de pagamentos do executivo ou 3,5 bilhões por mês. Hoje a mídia do governo anunciou grande redução de despesa porque demitiu 1 (um) por cento, acredite!, só 3.500 desses 346.000.

Prioridade administrativa executiva desse governo: sua folha de pagamentos com a crise só pode ser reduzida dos 3.500 que nada produzem, mas o povo operário, que produz riqueza, pode ter 17 milhões de despedidos. Entretanto, sem produção vai faltar cada vez mais dinheiro.

Os políticos, representantes desse povo, estão convertendo a Pátria Amada e idolatrada em que vivíamos em pátria madrasta vil. O investimento industrial está zerado. Como crescer com investimento zero? A consequência é ir reduzindo as atividades às necessidades de sobrevivência da sociedade. O problema é que  o crescimento vai continuar zerado porque os desgovernos brasileiros retiraram as condições legais necessárias para que os investidores tivessem segurança para sua participação no mercado e retorno de seus investimentos. Foi aprovada alguma medida ou proposta alguma lei para corrigir isso? Nada até agora.

Essa condição não existe nesse país e não vai existir enquanto o governo não se eximir de interferir escorchando a economia e passar a fixar regras permanentes do jogo comercial/industrial. As desonerações, impostos setoriais e incentivos e isenções fiscais são algumas dessas interferências danosas que desestruturam a economia e destroem a isonomia competitiva do parque industrial. Foi exatamente porque o Governo insiste em utilizar ditatorialmente esses artifícios financeiros que os investidores se retraíram! A consequência: 17 milhões de desempregados. O atual Ministro da Fazenda diz em entrevista no Estadão que vai continuar com esses processos, também anunciados pelo Ministro Moreira Franco aplicado à infraestrutura e pelo governador Pezão ao Estado.

“Só maluco investe nesse país” – essa chamada foi estampada em letras garrafais no Estadão em 2014, com o destaque da entrevista do Presidente da CSN, na época também Presidente da FIESP. Ninguém perguntou a ele o “por quê”. Fica difícil prever quanto tempo o povo vai aturar tanta incompetência sem agir com desespero. Nos Estados Unidos durante 50 anos nada mudou nas regras do jogo comercial/industrial e cresceram para ocupar a posição de maior economia do mundo: tudo privado, sem estatais, sem interferência, sem isenções e mínimos investimentos do governo.

Os investimentos na economia são do povo. Lá só tem cem (100!) cargos em comissão. No Brasil os Governos sempre interferiram na economia, razão de continuar subdesenvolvido. A forte interferência do governo PT na economia durante 10 anos só fez ampliar o subdesenvolvimento. O país decresceu em tudo, basta analisar os índices do Brasil levantados pela ONU. Se tivesse garantido a estabilidade das regras do jogo da economia sem interferência do Governo, hoje o Brasil teria o mesmo desenvolvimento dos EEUU.

Agora, continua parando devido à ganância e incompetência dos políticos, que só querem saber do povo para angariar votos. O povo que garanta as benesses auto-aprovadas por eles e as verbas para bancar as eleições. Com essa ineficiência executiva talvez levem mais 40 anos para a economia se recuperar por conta própria sem depender dos políticos que, a essa altura, já terão morrido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s